Você sabe quais são as principais diferenças entre os termos potência x equivalência de lâmpada LED na hora de escolher um modelo específico.

Esclareça suas dúvidas e aprenda a escolher a lâmpada adequada para cada ambiente

 

Ao iniciar um novo projeto de iluminação – seja ele residencial ou comercial – é preciso levar em consideração alguns fatores primordiais para acertar na escolha das lâmpadas LED. Muitas pessoas costumam confundir os termos potência e equivalência de lâmpada LED na hora de ir às compras, porém vale lembrar que existem grandes diferenças entre os dois conceitos.

 

Já imaginou comprar uma grande quantidade de lâmpadas e descobrir que vai precisar fazer a troca junto ao fornecedor por não ter se atentado aos requisitos básicos? Agora você não precisa mais se preocupar com essa questão!

 

Potência x equivalência

 

Antes de tudo, é importante definirmos o que seria potência e equivalência de lâmpada LED para facilitar seu processo de decisão. A potência é medida em Watts e está ligada ao quanto uma lâmpada gasta de energia, e não à sua capacidade de iluminar o ambiente.

 

Já o conceito da equivalência de lâmpada LED faz referência à quantidade de Watts que são necessários para gerar a mesma luminosidade em relação ao antigo modelo fluorescente. Os novos modelos LED trabalham com menos Watts e mais lúmens, o que faz com que sua empresa ou residência economize muito mais na conta de energia e ganhe mais eficiência energética.

 

Como escolher a potência correta da lâmpada LED de acordo com o ambiente?

 

1 –Iluminação para comércio

 

Quando falamos em lojas e estabelecimentos comerciais, a palavra-chave é economia. A lâmpada LED dicróica possui um design moderno e atrativo, além de ser até 80% mais econômica do que uma lâmpada fluorescente. É possível encontrar esse modelo com 3W e 5W de potência, equivalendo respectivamente à 25W e 35W de uma lâmpada dicróica halógena.

 

2 –Iluminação para condomínios e residências

 

Quem nunca ficou de cabelo em pé com as constantes trocas de lâmpadas em um curto período de tempo? Uma boa maneira de reduzir os gastos com manutenção é apostar na utilização da lâmpada LED bulbo na iluminação de condomínios ou residências. Com uma vida útil de 25.000 horas, você poderá optar por modelos de 5W, 7W, 9W e 12W que equivalem respectivamente à 10W, 13W, 16W e 20W de uma lâmpada fluorescente.

 

3 –Iluminação para hospitais, hotéis e escolas

 

Para hospitais, hotéis e escolas, o segredo é garantir o fluxo luminoso adequado com a ajuda da lâmpada LED tubular. Essa lâmpada reduz o consumo de energia em até 50% e possui versões de 9W, 18W e 36W. Na questão de equivalência de lâmpada LED, elas correspondem respectivamente à 20W, 40W e 110W de uma lâmpada incandescente tradicional.

 

4 – Iluminaçao para Indústria

 

Para que a operação de uma indústria mantenha sempre a eficiência alinhada com o baixo custo, é essencial contar com a lâmpada LED de alta potência. Ela possui um design inovador e é disponibilizada em versões com 20W, 30W, 40W e 62W que equivalem respectivamente à 46W, 59W, 85W e 110W de uma lâmpada fluorescente.

Marcelo Luz

É consultor especialista em iluminação LED e materiais elétricos na Rimo Elétrica. Possui bacharelado em engenharia mecatrônica e controle de automação.