Temperatura de cor da luz: como escolher a lâmpada certa para seu projeto de iluminação

Saiba como encontrar o modelo de lâmpada que vai deixar seu ambiente com um toque personalizado

 

Se você trabalha há muito tempo na área de iluminação e elétrica, com certeza já deve ter ouvido algumas questões como “Qual a temperatura ideal para cada tipo de ambiente? ”, ou “Como a temperatura de cor da luz pode influenciar no meu projeto luminotécnico? ”. A verdade é que tudo vai depender da aplicação do produto. A temperatura de uma lâmpada utilizada no quarto vai ser bem diferente da temperatura de uma lâmpada instalada em uma indústria.

 

O que é a temperatura de cor da luz?

 

Foi-se o tempo em que as lâmpadas tinham apenas a função de iluminar um cômodo específico. A iluminação faz toda a diferença na sua obra, e você deve ficar atento para as variações da intensidade da luz para não deixar o ambiente muito carregado ou até mesmo mal iluminado. A tecnologia avançou tanto que agora já é possível controlar o nível de luminosidade de algumas lâmpadas utilizando aplicativos baixados direto no seu celular.

 

A temperatura de cor da luz é medida em Kelvin, podendo variar em uma escala de 1.800 K até 12.000 K.  Lâmpadas que possuem baixos níveis em Kelvin acabam produzindo uma luz amarela, deixando o ambiente mais aconchegante e familiar. As lâmpadas que possuem altos níveis em Kelvin são ideais para atividades que exigem mais concentração, como estudar ou ler um livro. Observe o número que está na embalagem para garantir que está comprando o modelo correto.

 

Temperatura de cor quente

 

A temperatura de cor mais quente é a preferida dos profissionais que trabalham no setor de varejo por deixar o projeto com um ar mais refinado. Também é utilizada em projetos de casas de alto padrão para dar destaque à objetos de decoração. Um modelo que pode ser perfeito para esse tipo de projeto é a luminária spot LED, apresentando um design moderno e uma durabilidade de até 25.000 horas. Você poderá optar pelo modelo de 3W, 7W ou 9W com uma temperatura de 3.200 K.

 

Para que a lâmpada alcance o mesmo fluxo luminoso de um modelo com maior quantidade de Kelvins, ela terá que gastar um pouquinho mais para obter o mesmo resultado. Marcas de lâmpadas como Brillia, Osram e NVC Lighting já trabalham bem com esse conceito de temperatura e possuem modelos que se adequam à praticamente qualquer residência ou empresa.

 

Temperatura de cor fria

 

Vamos supor que você esteja viajando com a família e de repente o nível de gasolina começa a entrar na reserva. Ao ver uma luz bem forte do outro lado da pista, você já consegue ter a certeza de que está chegando perto de um posto de gasolina. A temperatura de cor mais fria é ideal para passar uma sensação energizantes, sendo ideal para ambientes corporativos.

 

Para ambientes que precisam de uma grande quantidade de luminosidade, é aconselhável utilizar a luminária LED High Bay. Além de ter uma pintura eletroestática que garante uma proteção contra a ação do tempo, ela ainda proporciona uma economia de até 80% na conta de energia.

Marcelo Luz

É consultor especialista em iluminação LED e materiais elétricos na Rimo Elétrica. Possui bacharelado em engenharia mecatrônica e controle de automação.