banner dicas materiais elétricos para condomínios
Entenda como escolher materiais elétricos para condomínio sem erros

Escolher os materiais elétricos adequados para o seu projeto não precisa ser uma missão impossível

 

Os materiais elétricos costumam ser os itens mais críticos em um projeto de reforma ou construção (mesmo para reparos). Devido à complexidade em obras para condomínios, é comum que os profissionais envolvidos fiquem perdidos em relação às peças que devem adquirir para assegurar a qualidade e a eficiência do projeto. É nessa hora que muitos acabam comprando materiais elétricos para condomínio que não estão necessariamente alinhados com as suas necessidades, perdendo tempo e a pouca paciência que ainda resta.

 

O que o síndico deve levar em consideração na hora de escolher materiais elétricos para condomínio?

 

O síndico é a pessoa que mais entende dos problemas e dores dos moradores. Você está notando que as reclamações e queixas sobre a qualidade dos materiais elétricos para condomínio são cada vez mais frequentes no seu prédio? Como síndico, você deve se preocupar com a segurança do material elétrico adquirido, escolhendo fornecedores confiáveis e com produtos à pronta entrega. Esses cuidados vão evitar atrasos nas obras, garantindo que cada etapa seja concluída sem grandes complicações.

 

Quais os principais materiais elétricos para condomínio que eu deveria adquirir para o meu projeto?

 

Muitas pessoas acreditam que a escolha dos materiais elétricos deve ser baseada apenas na questão econômica, e se esquecem de que a segurança é a maior preocupação nesse caso. Ao optar por materiais elétricos para condomínio que não são devidamente certificados, você estará colocando a sua vida e a vida das demais pessoas em risco. Você sabia que materiais de qualidade questionável podem provocar um curto circuito e possíveis explosões no seu prédio?

 

Fique atento às dicas que separamos para você acertar na escolha desse tipo de material:

 

1 – Fios e cabos elétricos devem ser escolhidos com cautela

Assim como um eletrodoméstico ou qualquer outro objeto, as instalações elétricas também possuem uma vida útil pré-definida. Para prolongar essa vida útil e prevenir gastos com manutenção ou reformas, é recomendável escolher fios e cabos flexíveis com o isolamento adequado. O melhor de tudo é que eles não dão trabalho na hora da instalação, facilitando o manuseio e a posterior manutenção.

 

2 – Esteja preparado para uma emergência

Imagine que seu prédio está enfrentando um princípio de incêndio e que as pessoas vão precisar descer as escadas até chegarem em segurança na portaria. Você já verificou se as luminárias de emergência estão funcionando corretamente? A luminária de emergência LED tem uma autonomia de 06 horas de iluminação, além de contar com a função de lanterna no caso de algum imprevisto.

 

3 – Fique de olho nos disjuntores

Os disjuntores têm um papel essencial na proteção das instalações elétricas. Graças a eles a sobrecarga na corrente elétrica é controlada, evitando assim os perigos de um curto circuito. A melhor maneira de se prevenir é adquirindo quadros para disjuntores de alta qualidade, capazes de facilitar a manutenção e a troca das peças com defeito. Chega de correr riscos!

 

Cuidar da manutenção da rede elétrica e escolher materiais elétricos para condomínio não é moleza. O síndico deve estar preparado para lidar com possíveis quedas de energia, reposição de produtos, problemas com a durabilidade dos materiais, além de garantir a segurança das instalações como um todo. Já passou da hora de parar de perder noites de sono pensando nas reivindicações dos condôminos, não é mesmo?

 

 

 

Marcelo Luz

É consultor especialista em iluminação LED e materiais elétricos na Rimo Elétrica. Possui bacharelado em engenharia mecatrônica e controle de automação.